sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Fragmento de uma carta de Henry Miller para Anaïs Nin

Quando você voltar eu vou lhe dar um banquete literário de sexo, o que significa foder e conversar, conversar e foder. Anaïs, eu vou abrir as suas entranhas. Deus me perdoe se esta carta algum dia for aberta por engano. Não posso evitar. Eu a quero. Eu a amo. Você é comida e bebida pra mim, todo o mecanismo vital… Você é minha quer isso seja reconhecido ou não…

Adoro seus quadris, a palidez dourada, o declive de suas nádegas, o calor dentro de você, a sua umidade… Estou sentado aqui escrevendo-lhe com uma tremenda ereção, posso sentir sua boca macia fechando-se sobre mim, suas pernas apertando-me, desejo vê-la novamente aqui na cozinha, levantando o vestido e sentando-se em mim e a cadeira movendo-se pelo chão da cozinha, fazendo barulho.
(Fonte: debypg)